Não devemos ser neutros nem indiferentes perante o horror, a violência e a crueldade.

Diante dos acontecimentos e situações que se desenvolveram recentemente no Brasil, um país irmão, é importante manter viva a reflexão freudiana exposta nas suas obras “sociais”: O Futuro de uma Ilusão, O Mal-estar na Cultura e o diálogo com Einstein sobre Porquê a Guerra?.

Nós, analistas, tentamos e trabalhamos para manter a abstinência técnica e clínica em nossas práticas, mas não podemos nem devemos ser neutros nem indiferentes perante o horror, violência e crueldade, como nos recordou o nosso querido Fernando Ulloa, citando Derrida.

Este acontecimento do “regresso de novas práticas fascistas antigas”, através de propostas duvidosamente institucionalizantes e auto-convencionais sob o pretexto da rebelião libertária, traz na sua essência o germe da mais sangrenta e perigosa destrutividade explicitada nas várias manifestações de violência face à diferença, negação da lei e da alteridade, bem como uma crescente discriminação contra a dissidência que constitui as nossas sociedades plurais e multiculturais.

É muito preocupante que as lógicas autoritárias e antidemocráticas de dominação estejam a ressurgir, o que no passado recente nos levou a experimentar situações traumáticas, cheias de ausências, dor e morte. As respostas rápidas e lúcidas de várias instituições psicanalíticas da Fepal, bem como da própria Federação, mostram, ao contrário do que aconteceu há quatro ou cinco décadas atrás, uma posição político-histórico-social iluminada, empenhada e solidária. Boa sorte! A implicação subjectiva dos analistas nestes problemas sociais, refuta a ideia de que nós analistas somos neutros… na presença de tudo isso.

Luis Grieco (APU- Associação Psicanalítica Uruguaia).

Sociedad Iberoaméricana de Salud Mental en Internet

Código de Ética de SISMI

Federación Psicoanalítica de América Latina.
Está en conformidad con el Código de Ética de SISMI
Nº de Acreditación: 54079 | Fecha de Acreditación: 2 de Septiembre de 2011

SEDE PERMANENTE

LUIS B. CAVIA 2640 APTO. 603
MONTEVIDEO 11300, URUGUAY
INFO@FEPAL.ORG
TEL. / FAX: (598 2) 707 5026
WhatsApp: +598 92 19 19 99