IPA – Comitê de Assuntos Institucionais

O comitê da IPA intitulado Institutional Issues Committee (comitê de assuntos institucionais), é composto por membros dos 3 continentes, tendo um diretor, Shmuel Erlich (Israel) e 3 vice-diretores regionais, além de mais dois membros por região. Claudio Eizirik, é o vice-diretor (co-chair , Porto Alegre) pela América Latina. Como membros desta região estamos eu, Susana Muszkat (Brasil) e, Maria Rita Ragau (Argentina). Abaixo, descrevo sua origem e mandato, além de um breve relato dos temas que vem sendo debatidos em nossos encontros. Fazemos encontros online periódicos, e há alguns encontros presenciais por ocasião dos encontros regionais ou congressos internacionais. O primeiro encontro presencial deste comitê deu-se em julho/2022 no congresso da Federaçao Européia em Viena.

Origem do comitê

As dinâmicas organizacionais têm influência no funcionamento dos Institutos de Formação e Sociedades Componentes da IPA.

 Em 2014, a IPA criou um Grupo de Trabalho sobre Questões Institucionais para alargar o campo e desenvolver propostas para o trabalho a longo prazo do IPA; isto levou à criação de um comité permanente para colocar um enfoque contínuo na questão das dinâmicas de grupo e organizacionais, para sensibilizar os membros do IPA, e para atuar como um recurso para partes do IPA (tais como Sociedades Componentes ou Institutos de Formação) que possam querer utilizar as competências e perícia do grupo para as apoiar. Após vários anos de operações muito bem sucedidas, este mandato revisto destina-se a fornecer um enfoque acentuado ao comité para lhes permitir continuar os seus bons trabalhos.

Mandato:

1-Após receber um encaminhamento dos membros da diretoria, Comitê Executivo ou Conselho, para aconselhar a IPA sobre o grupo e a dinâmica organizacional de qualquer situação particular dentro das sociedades, o IIC poderá iniciar um trabalho de aconselhamento com os lideres dos grupos junto à  instituição que fez a solicitação em situações de conflitos ou disputas.  

2-Desenvolver propostas para as iniciativas de comunicação da IPA para divulgar entre os membros informações sobre as dinâmicas de grupo e organizacionais.

3-Reconhecer e desenvolver um espaço para o discurso psicanalítico nesta área através de várias atividades: painéis em reuniões; grandes grupos em conferências internacionais e nacionais; iniciar discussões de grupo para as pessoas expressarem e partilharem os seus pontos de vista e preocupações, etc.

4-Desenvolver oportunidades de aprendizagem e “melhores práticas” decorrentes do trabalho do comitê, especialmente em torno de interações que de outra forma poderiam ser degradantes ou prejudiciais (por exemplo, relacionadas com um conflito baseado no poder, disputas de grupo, etc.).

Este comitê tem discutido questões de lideranças nas instituições, a pouca atenção dedicada ao estudo de questões grupais e dinâmicas de grupo que se dão em todas as instituições.Além disso, temos debatido a respeito de questões contemporâneas que incidem em diversas sociedades no mundo: racismo, discriminação em geral, conflitos de poder, o trabalho extra-muros da clínica expandida  em psicanálise.

Sociedad Iberoaméricana de Salud Mental en Internet

Código de Ética de SISMI

Federación Psicoanalítica de América Latina.
Está en conformidad con el Código de Ética de SISMI
Nº de Acreditación: 54079 | Fecha de Acreditación: 2 de Septiembre de 2011

SEDE PERMANENTE

LUIS B. CAVIA 2640 APTO. 603
MONTEVIDEO 11300, URUGUAY
INFO@FEPAL.ORG
TEL. / FAX: (598 2) 707 5026
WhatsApp: +598 92 19 19 99