Manifesto convocação pela defesa dos direitos humanos e pela democracia

 O Conselho Diretor da Federação Psicanalítica da América Latina – FEPAL expressa, mais uma vez, a sua preocupação com os graves eventos que vêm ocorrendo, nas últimas semanas, em vários de nossos países.

Novos surtos de violência, além dos já conhecidos na Venezuela, que, como o Equador, o Chile, o Brasil e a Bolívia,  afetam o tecido social, e dão conta da situação de vulnerabilidade em que diferentes estratos sociais de nossa região são encontrados, como consequência, entre muitas outras, da desigualdade e da inquietação social.

Reiteramos que a ética e a prática da Psicanálise se reúnem em sua práxis e baseiam-se em valores fundamentais, como o respeito à livre expressão de ideias e o respeito à diversidade, nos níveis político, cultural, religioso,  étnico e sexual.

Não admitimos a violência como meio de resolução de conflitos. Apostamos e estamos comprometidos com o diálogo como uma ferramenta essencial para convivência e defendemos o respeito e a garantia dos Direitos Humanos.

Convocamos as forças democráticas e as Sociedades Psicanalíticas para que trabalhem juntas, tanto com os sujeitos singulares quanto com o coletivo, a fim de ajudar a reparar as lesões traumáticas que continuam ocorrendo como resultado da ruptura do vínculo social que afeta nossas sociedades.

Conselho Diretor da FEPAL

María Cristina Fulco, Presidente                       

Abel Fernández, Secretario General

Sociedad Iberoaméricana de Salud Mental en Internet

Código de Ética de SISMI

Federación Psicoanalítica de América Latina.
Está en conformidad con el Código de Ética de SISMI
Nº de Acreditación: 54079 | Fecha de Acreditación: 2 de Septiembre de 2011

SEDE PERMANENTE

LUIS B. CAVIA 2640 APTO. 603
MONTEVIDEO 11300, URUGUAY
INFO@FEPAL.ORG
TEL. / FAX: (598 2) 707 5026
WhatsApp: +598 92 19 19 99

Leia Mais
Los efectos Traumático de la Violencia Social. Françoise Davoine