Carnaval na América Latina (parte II)

EQUADOR
As festividades carnavalescas são celebradas em todo o país. Há desfiles, carros alegóricos cheios de flores, fruta e mulheres bonitas, jogos, banquetes, danças e entretenimento em geral, com muita comida e bebida, tudo para enfrentar a abstinência da Quaresma. Ambato e Guaranda, pelas suas festividades características, são o centro das atenções. No entanto, cidades como Riobamba, Quito, Cuenca e seus arredores, Atuntaqui, Azoguez, Puyo, Tena, Guayaquil, Salinas, Atacames, Manta, Bahia de Caráquez, entre outras, também preparam eventos especiais para estas festividades. O  feriado de carnaval em Ambato é muito especial. Não se brinca jogando água ou espumante, mas com flores e muita dança.

COLÔMBIA
O carnaval mais famoso da Colômbia é em Barranquilla. No entanto, documentos históricos indicam que desde o século XVIII já existiam festividades chamadas Carnaval ou dias de carne nas cidades de Cartagena, Villa de Mompox, e noutros locais ao longo do rio Magdalena, na planície Caribe.
O Carnaval de Negros e Brancos, na cidade de San Juan de Pasto, é um carnaval andino de profundas raízes indígenas, que foi proibido no século XIX, mas posteriormente foi declarado “Patrimônio Nacional” pelo Congresso da República.

PANAMA
Os carnavais no Panamá, também conhecidos como festivais do Rei Momo, são celebrados durante os quatro dias consecutivos que antecedem a quarta-feira de cinzas. De todos eles, destaca-se o carnaval das TABLAS, onde as comparsas dos eternos rivais, os da Calle Arriba e os da Calle Abajo, se enfrentam durante os quatro dias em uma dura batalha, através das “puyas”, críticas barulhentas que eles lançam uns aos outros.  Também são muito interessantes os caminhões pipa, que circulam lentamente pelas ruas durante esses dias, borrifando água nas pessoas que celebram o carnaval (la mojadera).

MÉXICO
No México, o carnaval começa com uma tradição muito interessante e relevante: La Quema del Mal Humor.Um grande boneco de papel machê, geralmente representando algum personagem político ou famoso que eles não gostam, é pendurado acima da multidão e incendiado, enquanto o povo celebra o momento festivamente. É uma tradição simbólica que está presente nos carnavais de todo o México, principalmente em Vera Cruz e Mazatlán. Em Vera Cruz, considerado o mais importante do México, o carnaval dura os quatro dias, com seus carros alegóricos percorrendo os 7 kilômetros do boulevard principal.

TRINIDAD TOBAGO
Em Port of Spain, o Carnaval começa ao amanhecer. As ruas estão cheias de pessoas dançando e celebrando. As pessoas se vestem com roupas velhas e se esfregam com chocolate derretido, óleo, tinta ou lama. Acredita-se que esta tradição remonta ao tempo da escravidão. Os escravos, que não foram convidados para as festas que os proprietários das plantações organizaram durante o carnaval, não quiseram perder a celebração, por isso usaram qualquer material que tivessem à mão para se disfarçar para que ninguém os reconhecesse nas festas de rua, apresentando assim uma característica primordial do carnaval, a de apagar qualquer distinção entre raças, etnias ou classes sociais. Esta é uma característica do carnaval que transcende todas as fronteiras: é uma festa inclusiva, onde todos são bem-vindos!

Sociedad Iberoaméricana de Salud Mental en Internet

Código de Ética de SISMI

Federación Psicoanalítica de América Latina.
Está en conformidad con el Código de Ética de SISMI
Nº de Acreditación: 54079 | Fecha de Acreditación: 2 de Septiembre de 2011

SEDE PERMANENTE

LUIS B. CAVIA 2640 APTO. 603
MONTEVIDEO 11300, URUGUAY
INFO@FEPAL.ORG
TEL. / FAX: (598 2) 707 5026
WhatsApp: +598 92 19 19 99

Leia Mais
Separar-se… essa história interminável!
X